“Prezados,

Informamos que estamos com problemas em nosso telefone (19) 3372-6100. Estamos tomando as providências junto ao prestador de serviços para solucionar essa questão o mais breve possível.

Diante disso, nossos contato temporariamente é o (19) 3372-6112.

Agradecemos a compreensão!”

Sobre Nós:

Image

Borges Neto e Barbosa de Barros - Sociedade de Advogados é um escritório de advocacia fundado em novembro de 1990, sediado em Piracicaba, Estado de São Paulo, cidade localizada a 180 (cento e oitenta) quilômetros de São Paulo, Capital.

Desde o início de suas atividades desenvolveu uma atuação voltada para o segmento empresarial, com forte ênfase na área consultiva, acompanhando e assessorando empresas, investidores e empreendedores em questões contratuais, societárias, tributárias, sucessórias, ambientais e trabalhistas, em negociações e operações em segmentos econômicos de destaque, como siderurgia, metalurgia, automobilístico, química, construção civil, comércio atacadista e varejista de alimentos, de bebidas, de serviços e itens para uso médico, de combustíveis e lubrificantes, de materiais para construção, projetos imobiliários, análises ambientais e farmacêuticas, segurança patrimonial, tecnologia de informação, consultoria e treinamento empresarial, transportes, pesquisa agrícola, dentre outros.

O escritório Borges Neto e Barbosa de Barros - Sociedade de Advogados está registrado na OAB/SP sob o n.° 1696/90.




STF reafirma prazo de 5 anos para empregado cobrar parcelas do FGTS não pagas - 17/03/2017

O Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou ontem (16) que o trabalhador tem cinco anos para cobrar na Justiça os valores não depositados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Justiça mantém suspensão da cobrança por despacho de bagagens - 15/03/2017

A Justiça manteve ontem (14) a suspensão da cobrança por despacho de bagagem em aeroportos brasileiros, que entraria em vigor nesta terça.

Problemas com o telefone - 14/03/2017

Informamos que estamos com problemas em nosso telefone (19) 3372-6100.

Atraso mínimo - Redução da cláusula penal moratória - 17/02/2017

A 3ª turma do STJ deu provimento a recurso em caso no qual, num negócio jurídico de quatro prestações, o devedor atrasou as duas últimas